Governo amplia participação no Show Rural com novas tecnologias e serviços

A Secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento amplia sua participação no Show Rural, feira promovida pela Coopavel, em Cascavel, que começa nesta segunda-feira (06) e prossegue até sexta (10). Cinco das sete empresas vinculadas à secretaria estão participando com apresentação de tecnologias e serviços: Iapar, Instituto Emater, Centro de Referência em Agroecologia, Instituto Florestas e Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná). Entre os temas, destaque para a produção agrícola e meio ambiente.

Segundo o secretário Norberto Ortigara, o Show Rural fortalece o agronegócio e inicia sua agenda na feira com a participação da abertura do encontro sobre Fortalecimento da Agricultura, Emprego e Renda, com a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná e Emater, que acontece nesta terça (07).

O encontro terá a presença de prefeitos e secretários municipais de Agricultura do Oeste do Paraná, que terão informações de como acessar os programas e ações da Secretaria e Emater. Também serão orientados a solucionar pendências que possam surgir dos convênios novos e em andamento. “Neste evento, estaremos disponibilizando informações para que os agricultores possam alavancar ainda mais a agricultura paranaense, que é referência nacional”, destaca Ortigara.

Na quarta-feira (08), será a reunião do Codesul (Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul), presidida pelo governador Beto Richa. Juntamente com os governadores do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori; de Santa Catarina, Raimundo Colombo; e do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, e seus secretários de Agricultura e os demais integrantes do conselho discutirão projeto de lei de trata do reconhecimento da equivalência dos serviços estaduais de inspeção de produtos de origem animal.

BIOCONTRUÇÕES – O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), autarquia vinculada à Seab, participa do evento com a apresentação de três principais temas: bioconstruções; aproveitamento da energia solar; e criação de abelhas nativas, atividade também conhecida como meliponicultura.

No que se refere às bioconstruções, os destaques são a elaboração de cisternas a partir de ferrocimento, sistema que torna mais racional o aproveitamento do concreto e o uso sustentável do bambu que é um material renovável, versátil, abundante e de alta qualidade. O CPRA, aliás, é referência no desenvolvimento de técnicas de manejo e aproveitamento dessa nobre matéria-prima.

Quanto ao aproveitamento de energia solar, o Centro apresentará uma inovadora tecnologia de construção de painéis solares a partir de matérias-primas recicláveis, como por exemplo caixas de leite ou garrafas PET. A energia solar pode ser uma eficiente tecnologia não somente para o aquecimento da água, mas também para a desidratação de frutas ou mesmo de plantas medicinais, comenta o técnico agrícola Valcir Wilhelm.

Outro tema apresentado na Vitrine Tecnológica de Agroecologia é a criação de abelhas nativas, considerado um dos temas mais atraentes junto ao público do Show Rural.

PARANÁ AGROECOLÓGICO – Durante o Show Rural também acontece a próxima reunião do Comitê Gestor do Programa Paraná Agroecológico, que reúne as principais entidades do estado que, de alguma forma, promovem ações vinculadas ao universo da agroecologia.

Além do CPRA e da Seab, também fazem parte desse comitê o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), a Secretaria da Educação (Seed), a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e diversas universidades estaduais.

Um dos objetivos é implementar o programa Paraná Agroecológico em escala regional, nas quatro macrorregiões do estado, antecipa o engenheiro agrônomo João Carlos Zandoná, diretor-presidente do CPRA e coordenador geral do comitê. Segundo ele, essa proposta há de trazer bons frutos.

“Ações concretas em agroecologia, considerando as características específicas de cada região do estado serão de grande valia para que o pensamento rumo a uma agricultura mais sustentável se torne cada vez mais disseminado entre os agricultores paranaenses”, enfatiza.

FLORESTAS E ENERGIA – A região Oeste tem grande necessidade de energia para os processos de secagem de grãos e processamento de carne, e para atender esta demanda o Instituto de Florestas do Paraná vai apresentar no Show Rural as estratégias que visam implementar projetos de médio e longo prazos, para atender esse gargalo. “Apresentaremos para pequenos e médios produtores os benefícios ambientais e econômicos das florestas plantadas,”, destaca Benno Henrique Weigert Doetzer, presidente do instituto.

Entre os equipamentos e produtos apresentados na feira estão: rachador de toras e lenhas, cabine de treinamento que simula colheita florestal, mudas de alto padro, diodigestor e formigueiro artificial, entre outros.

Ainda sobre energia, o secretario Ortigara vai se reunir com dirigentes de cooperativas para discutir a qualidade da energia rural na região Oeste. Participam da reunião o diretor-presidente da Dopel Distribuidora, Antonio Seŕgio Guetter, além dos dirigentes da Frimesa, Coopavel, Copagril, Lar, C-Vale, Copacol e Afubra -Associação dos Fumicultores do Brasil.

FAZENDINHA – Este ano, a tradicional Fazendinha do Instituto Emater vai apresentar práticas de olericultura, com cultivo de tomates e pimentão, berinjela, feijão vagem, pepinos, entre outras, em sistema de estufa, além de cultivo de morango no sistema semi-hidropônico.

Na área de fruticultura, destaque para a produção de uva, figo, banana, caqui, pera, maracujá e goiabada com orientações sobre poda e manejo de doenças e pragas. Haverá ainda demonstração de práticas de bovinocultura de leite, apicultura, além de minicursos e oficinas, artesanato, piscicultura, plantas medicinais e paisagismo.

FEIJÃO E LEITE – O secretário Norberto Ortigara participa ainda do lançamento de novas tecnologias do Iapar para o cultivo do feijão, no estande do Iapar, na terça-feira (8), às 11 horas. Será lançada uma nova cultivar de feijão carioca (a IPR Celeiro) resistente ao Mosaico Dourado, uma das principais doenças da cultura no Brasil. Também será apresentada nova tecnologia para colheita de feijão. Trata-se de uma colheitadeira adaptada para a cultura do feijão, desenvolvida em parceria com a empresa Incomak, de Jandaia do Sul.

Na quarta-feira (9), Ortigara participa da abertura de reunião com a comissão regional do programa Leite das Crianças. A Secretaria da Agricultura e Abastecimento renovou os contratos com as usinas para distribuição do Leite das Crianças recentemente, válidos para 2017.

Fonte: aen.pr.gov

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *